Pular para o conteúdo

RESILIÊNCIA NA BÍBLIA
Texto base: 1 Reis 19:1-8

Resiliência na Bíblia é um esboço de sermão que nos lembra que a Bíblia é recheada de exemplos de resiliência.

Esta é uma palavra muito em voga nos dias atuais, mas, afinal, você sabe o que significa resiliência? Numa linguagem bem simples, podemos dizer que:

Resiliência é a capacidade das pessoas (ou coisas) suportar pressões enormes, manter-se equilibradas e voltar ao seu estado natural (ou anterior) sem deformações. É como uma borracha de boa qualidade que pode ser esticada ao máximo, continuar firme e, após a pressão, voltar ao seu tamanho e formato original”.

Quais ATITUDES Elias tomou que o ajudou a suportar as terríveis pressões que estava sofrendo?


1ª ATITUDE: SAIR DO LOCAL QUE LHE CAUSA PRESSÃO (vs 3)

Não significa abandonar nem fugir, é uma saída estratégica para tomar fôlego, por a cabeça no lugar.

No caso de uma briga de casal, por exemplo, pode significar apenas ir até a cozinha, tomar um copo de água e voltar. Se a tensão for muito grande, sair para dar uma volta na rua, esperar a “poeira baixar”, voltar, sentar e conversar. Dependendo da pressão sofrida é bom sair por uns dias, por uns meses ou quem sabe por alguns anos. O importante é não ficar no local (ou na situação) que lhe causa pressão.

Enquanto não chegava a hora de Jesus ser entregue à morte, teve momentos em que Ele se retirou devido o alvoroço que suas palavras trouxeram para seus inimigos ou religiosos da época (Jo 8:59). Há momentos em nossas vidas que a melhor decisão que podemos tomar é, sim, nos retirarmos.


2ª ATITUDE: CONTINUAR CAMINHANDO (vs 7)

Elias já estava distante do palácio que Deus o levantara como profeta contra a idolatria de Baal, contudo o anjo do Senhor ordena que ele continue caminhando. O próprio Deus providencia para ele comida e bebida. Ao comer e beber sua reação primeiramente foi voltar a dormir, mas Deus desejava vê-lo prosseguindo em sua caminhada.

Infelizmente, muitas pessoas, por não saírem do local que lhes causa sofrimento, acabam “quebrados”, caindo em tristeza, depressão. Ficar parado (estagnado) no local de pressão e sofrimento só leva a mais sofrimento. 

“Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca.” Mateus 26.41.

Pensemos em algumas áreas da vida que muitas vezes, num momento de pressão, temos vontade de desistir: Igreja, Escola, Faculdade, Trabalho, Família.

Alguns realmente desistem e tomam outros rumos na vida.

Porém há pessoas que decidem persistir, mesmo com lutas, provas, aflições e podem muitas vezes, como resultado da sua resiliência, desfrutar de benção ímpares, sem igual, tais como o término do ensino médio, uma formatura na faculdade, uma promoção no trabalho, uma família abençoada, restaurada, porém com muito mais amor, filhos sendo uma coroa de glória para os pais.

Em vários momentos Jesus se irritou com a falta de fé e imaturidade de seus discípulos (Mt 8:26), mas continuou caminhando com eles. Em sua oração sacerdotal (Jo 17) pôde agradecer ao Pai por cada um que lhe haviam sido entregues, pois nenhum deles havia se perdido, a não ser o Filho da Perdição.


3ª ATITUDE: SE REFUGIAR EM HOREBE, O MONTE DE DEUS (vs 8)

Elias estava num momento de profundo desgaste emocional.

Muitos pregadores consideram uma fraqueza de Elias fugir de uma mulher, porém tenho uma opinião contrária: vejo um grande homem de Deus que há anos vem sendo usado por Deus para se levantar contra todo um sistema político e religioso.

Tinha ainda 7 mil pessoas que não haviam se prostrado perante Baal, mas até o momento apenas Elias estava neste cenário profético lutando abertamente contra a idolatria e a iniquidade da casa de Acabe mais a apostasia dos hebreus. E parece que após anos lutando para preservar a palavra de Deus, restaurar a casa de Deus, ele é ameaçado e não vê ninguém do seu lado.

Todavia ao sair do local que lhe causava pressão e após receber de Deus o alimento para continuar caminhando ele se dirige ao monte Horebe (no Hebraico), que é o mesmo monte Sinai (no grego), onde Moisés foi chamado por Deus para libertar o povo e onde Deus dá a Moisés os mandamentos que são a Aliança de Deus com os homens.

Elias não foi para um local qualquerNum momento de fragilidade emocional, ele foi para um dos berços da sua fé, às suas raízes. Lá onde Deus havia se manifestado.

Não conseguimos saber quais eram os sentimentos dentro de Elias que o levaram justamente para o monte Horebe, numa região onde haviam inúmeros outros montes e cavernas. Contudo ali talvez existisse em seu coração o desejo de ter sua fé no Deus vivo ser restaurada!

Jesus no momento de maior agonia antes de ser preso, foi para o Getsêmani orar e conversar com Deus, o Pai.

Para onde devemos ir em nossos momentos de tristeza profunda, angustias e desânimos? Sem dúvida, para os braços de Jesus, para onde Ele nos encontrar com o coração desejoso e aberto para que Ele possa tocar e nos renovar, pois a caminhada é sobre maneira longa!

Logo depois, Elias volta ao seu estado normal: RESILIENTE. E volta a fazer a obra de Deus.


CONCLUSÃO

Resiliência não é bancar o “super-homem da fé”. Exatamente o contrário. É reconhecer a sua própria humanidade, as suas fraquezas e limitações, e saber a hora de:

  • Sair do local (ou da situação) que mais lhe pressiona.
  • Continuar caminhando.
  • Buscar o seu “Monte Horebe”, suas raízes, sua inspiração maior.


– E quanto a você, tem conseguido ser resiliente no reino de Deus?

 

Título: Resiliência na Bíblia
Autor: Pr Fernando Matoso
Data: 2015

Deixe seu comentário logo abaixo.

Veja também nossos demais esboços: Esboços

Resiliência na Bíblia

Por outro lado; Assim como; 

 

1 comentário em “Resiliência na Bíblia”

  1. Mauro Sérgio Vieira Vargas

    Glórias a Deus, realmente, essa palavra serve para nos edificar e nos orientar nos momentos em que nos sentimos derrotados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.