Pular para o conteúdo


RAIZ DE AMARGURA

“Raiz de Amargura”, o que a Bíblia diz sobre isso? “Cuidem que ninguém se exclua da graça de Deus. Que nenhuma raiz de amargura brote e cause perturbação, contaminando a muitos – Hebreus 12:15”.

Em primeiro lugar, a Bíblia compara a amargura a uma raiz que brota facilmente, como as ervas daninhas.

Com estas palavras, a Palavra de Deus está nos alertando que na vida cristã sempre teremos momentos de amarguras e, por isso, precisamos nos cuidar para que as suas raízes não brotem em nossos corações, pois as CONSEQUÊNCIAS são terríveis:

  • AUTOEXCLUSÃO (isolamento)
  • PERTURBAÇÃO DE ALMA
  • CONTAMINAÇÃO GENERALIZADA

1ª CONSEQUÊNCIA: AUTOEXCLUSÃO (isolamento)

Quando uma raiz de amargura brota no coração, a primeira consequência é a pessoa se isolar. Ela se sente injustiçada, magoada, menosprezada, rejeitada e, por isso, acaba se afastando da convivência dos irmãos. Logo, acaba se enfraquecendo espiritualmente (“Longe da fogueira, a brasa se esfria”) e, aos poucos, se afasta também da graça de Deus.

Meus irmãos, não podemos viver isolados uns dos outros, por isso, cuidemos para que as raízes de amargura não brotem em nossos corações e venham a nos excluir da graça de Deus, ou excluir algum dos nossos irmãos. Viver em igreja não é fácil, mas é possível (e benéfico).  Vamos pagar o preço? 

A Bíblia nos diz: “Não deixemos de congregar, como é costume de alguns” (Hebreus 10.25).

Jesus veio ao mundo para nos salvar e para fazer de nós uma geração abençoada na UNIÃO (Salmo 133).


2ª CONSEQUÊNCIA: PERTURBAÇÃO DE ALMA

Todos nós desejamos e precisamos ser aceitos e amados em nossos ambientes, especialmente em família e na igreja, e quando isso não acontece, sua alma fica perturbada.

Quando uma pessoa se sente injustiçada, magoada, desprezada e infeliz, seu coração fica perturbado e essa perturbação acaba por afetar também as outras áreas da sua vida.

Não é uma perturbação do diabo, é uma perturbação de alma, mas incomoda do mesmo jeito, pois é uma perturbação que aprisiona a pessoa ao passado e não a permite ser plenamente feliz.

Meus irmãos, Jesus disse: “Não se turbe o vosso coração”.

Disse também: “Vinde a mim todos vós que estais cansados e sobrecarregados e eu vos aliviarei”.


3ª CONSEQUÊNCIA: CONTAMINAÇÃO GENERALIZADA

Essa falta da graça de Deus e essa perturbação na alma afeta também as pessoas ao nosso redor.

Por exemplo, muitos filhos deixam de congregar por causa da autoexclusão e da perturbação de alma de seus pais, que estão sempre a criticar a igreja e os irmãos.

Igualmente, outros membros da igreja podem também se afastar, pois tomam as dores do amigo que está infeliz com a igreja. A amargura pode matar quem consume o seu “veneno” e contaminar a muitos outros ao seu redor.

Meus irmãos, ninguém quer isso, não é mesmo? É melhor cortar o mal pela raiz.

“Livrem-se de toda amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, bem como de toda maldade. Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus perdoou vocês em Cristo.” (Efésios 4:31-32)


CONCLUSÃO

Em síntese, as raízes de amargura quando brotam em nossos corações trazem como consequências a autoexclusão, a perturbação de alma e a contaminação das pessoas ao nosso redor.

E quanto a você, tem arrancado as raízes de amargura da sua alma?
Ao mesmo tempo, você tem evitado magoar os irmãos da fé?

 

Título: Raiz de amargura
Autor: Pr Ronaldo Franco
Data: 21/09/2014

Deixe seu comentário logo abaixo.

Veja também nossos demais esboços: Esboços

Raiz de Amargura

 

1 comentário em “Raiz de Amargura”

  1. Diz o dicionário escolar Cegalla que amargura é “tristeza,angústia,desgosto,aflição e/ou dissabor”.Situações de injustiça,agressão física ou emocional,perseguição e/ou desprezo causam amargura nas pessoas.E isso nos faz mal e pode afetar o nosso próximo também.

    É verdade que o mal que alguém nos faz jamais será esquecido,principalmente se foi cometido de mão levantada,em plena consciência da ação,planejado friamente antes,mas também é verdade que podemos e devemos resistir e impedir que esse mal afete a nós mesmos,aos nossos familiares e aos irmãos e irmãs na fé.

    Muitos deixam de fazer a obra de Deus por causa desse veneno ardiloso.Então,lutar contra a amargura faz parte do combate do cristão contra o mal no mundo.”Vejo que estás em fel de amargura e laço de iniquidade”(At 8.23).Eis o perigo!

    Se não lutarmos,esse mal se desenvolve em outras coisas ruins como inveja,vingança,dissenção e até em imoralidade.

    Como se cura essa mágoa?A cura ocorre quando estamos cheios do Espírito Santo pois este nos levará a ministrarmos o perdão ao próximo ofensor.O cristianismo é uma religião do coração e ,por isso,a obediência exterior não é suficiente.A cura chama-se perdão e tem de partir do interior do nosso coração!

    A amargura contra alguém que nos prejudicou ou nos fez muito mal é como um câncer que pode nos destruir ou destruir nossa vida espiritual.Para nosso próprio bem,devemos dar o perdão mesmo que o outro não o tenha pedido ou esteja fazendo pouco caso dele!

    Perdoando quem o feriu,você estará diminuindo o peso sobre seu próprio coração e trazendo sobre ele leveza e alegria.”Sobre tudo o que se deve guardar,guarda o teu coração,porque dele procedem as fontes de vida”(Pv 4.23).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.