Pular para o conteúdo

LEVÍTICO 1 – Os Holocaustos: Consagração, Santificação, Graça

“Levítico 1 – Os Holocaustos: Consagração, Santificação, Graça” é o título desta série de estudos que visa (re)aproximar o povo de Deus deste livro bíblico que tem sido (lamentavelmente) ignorado por muitos cristãos e líderes religiosos. Contudo, ele é tão inspirado quanto Gênesis e Êxodo, tão atual como Mateus e Apocalipse, pois a Palavra de Deus nunca caduca, perde a validade ou desvaloriza. 

“Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça; para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra.” – 2 Timóteo 3:16,17

“Em toda a Bíblia, não há outro livro como Levítico, com tantas palavras proferidas pelo próprio Deus”. (Andrew Bonar)

A Bíblia toda foi escrita por homens inspirados por Deus, com exceção dos Dez Mandamentos, que Deus mesmo escreveu. Em contrapartida, em Levítico, Deus “é o orador direto em quase todas as páginas, e Suas palavras foram registradas exatamente como as pronunciou. Este fato não nos deixa outra escolha, a não ser estudar Levítico com todo interesse e atenção” (Bonar).
  • “Moisés inicia este manual da adoração no tabernáculo recordando as leis de sacrifício de animais domésticos selecionados, cereais, azeite e vinho. Todos esses produtos simbolizavam o adorador israelita que, através dos atos de sacrifício, dava-se de volta a Deus de alguma maneira. Em cada sacrifício animal, o adorador colocava a sua mão sobre a cabeça da vítima, identificando-se desta forma com o animal, como que dizendo “Este animal me representa”. Os sacrifícios de animais envolviam a sua morte e, por isso, se revestiam de um simbolismo expiatório, o animal que morria no lugar do adorador pecaminoso representava a redenção da morte que este merecia.” (Bíblia de Estudo Genebra)
Algumas das LIÇÕES espirituais que podemos tirar do Capítulo 1 de Levítico, são:
  • Dedicação Total (consagração).
  • Limpeza Interna (santificação).
  • Todos podiam participar (graça).

Levítico Capítulo 1 trata das ofertas queimadas: De todas as ofertas, a oferta queimada era a mais antiga. Havia sido de uso geral entre o povo de Deus muito antes de Moisés estabelecer leis para regulamentá-la. Todo o seu ritual nos traz lições importantes.

“Não podemos adorar a Deus de qualquer maneira. Ele é Soberano, Majestoso, e nos prescreve como deve ser adorado.” (Sidney Balut, do seu comentário abaixo).

1ª LIÇÃO: Dedicação Total (consagração)

“Porém a sua fressura e as suas pernas lavar-se-ão com água; e o sacerdote tudo isso queimará sobre o altar; holocausto é, oferta queimada, de cheiro suave ao Senhor.” – Levítico 1:9

Este tipo de sacrifício foi chamado de holocausto, porque toda a carne era queimada sobre o altar. Nada podia ser comido.

Ação de graças, devoção e expiação foram, de alguma forma, simbolizados nesse sacrifício, mas, de longe, a característica mais marcante era a da dedicação total ou consagraçãoA queima de todo o animal no altar simbolizava a completa devoção e dedicação dos que ofereciam (cf. Romanos 12:1).

  • Provérbios 16:3 – “Consagre ao Senhor tudo o que você faz, e os seus planos serão bem-sucedidos”.
  • 1 Pedro 2:9 – “Vocês, porém, são geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo exclusivo de Deus, para anunciar as grandezas daquele que os chamou das trevas para a sua maravilhosa luz”.

2ª LIÇÃO: Limpeza Interna (santificação)

“Porém a sua fressura e as suas pernas lavar-se-ão com água; e o sacerdote tudo isso queimará sobre o altar; holocausto é, oferta queimada, de cheiro suave ao Senhor.” – Levítico 1:9

Antes da queima, no entanto, um ritual de sangue lembrava aos oferentes que, sem expiação, eles não poderiam ter relação com Deus.

Então eles tiveram que lidar primeiro com o pecado (Levítico 1:1-5). A lavagem dos órgãos internos do animal antes da queima pode ter sugerido a necessidade de limpeza interna antes de se oferecer a Deus. O sacrifício subiu a Deus como algo especialmente agradável para ele (Levítico 1:6-9).

  • Hebreus 12:14 – “Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor.”
  • João 17:17 – “Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade.”

3ª LIÇÃO: Todos podiam participar (graça)

“Se a sua oferta for holocausto de gado, oferecerá macho sem defeito.” – Levítico 1:3
“E se a sua oferta for de gado miúdo, de ovelhas ou de cabras, para holocausto, oferecerá macho sem defeito.” – Levítico 1:10
“E se a sua oferta ao Senhor for holocausto de aves, oferecerá a sua oferta de rolas ou de pombinhos.” – Levítico 1:14

A lei não especificou um tipo único de animal para a oferta queimada. A escolha do animal dependia amplamente das circunstâncias familiares e da capacidade financeira dos ofertantes.

Embora os regulamentos iniciais fossem para animais mais caros, como gado, regulamentos semelhantes foram estabelecidos para animais menos caros, como ovelhas e cabras (Levítico 1:10-13 ). Havia até regulamentos para as aves, que eram os únicos animais que algumas pessoas pobres podiam pagar (Levítico 1:14-17) ou caçar para oferecer a Deus.

E mesmo que alguém não conseguisse nem mesmo caçar um passarinho, sabemos que o nosso Deus iria prover, assim como proveu Cristo, o Cordeiro de Deus, como sacrifício para a salvação de todos que queiram ser salvos. 

Enfim, todos que quisessem podiam participar.

  • João 1:14 – Aquele que é a Palavra tornou-se carne e viveu entre nós. Vimos a sua glória, glória como do Unigênito vindo do Pai, cheio de graça e de verdade.
  • Romanos 3:24 – Sendo justificados gratuitamente por sua graça, por meio da redenção que há em Cristo Jesus.
  • Tito 2:11 – Porque a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens.

CONCLUSÃO

Algumas das LIÇÕES espirituais que podemos tirar deste capítulo são:

  • Dedicação Total (consagração).
  • Limpeza Interna (santificação).
  • Todos podiam participar (graça).

 

Título: Levítico 1 – Os Holocaustos: Consagração, Santificação, Graça
Autoria: Bridgeway Bible Commentary; de Fleming, D.
Adaptação: Pr Ronaldo Franco
Data: 12/06/2022

Deixe seu comentário logo abaixo.

Veja também nossos demais esboços: Esboços

Levítico 1

Antes de mais nada, Senhor.
Antes de mais nada, Senhor, fazei de mim um instrumento de vossa paz.
Acima de tudo, onde houver ódio, que eu leve o amor.

Por outro lado, onde houver discórdia, que eu leve a união.
Em síntese, onde houver dúvidas, que eu leve a fé.
Onde houver erros, que eu leve a verdade.

Assim como, onde houver ofensa, que eu leve o perdão.
Contudo, se houver desespero, que eu leve a esperança.
Igualmente, se houver tristeza, que eu leve a alegria.

Em contrapartida, Senhor, fazei de mim um instrumento de vossa paz.
Desde que eu siga a Sua voz.
Depois que eu for, voltarei colhendo os frutos.
Portanto, Senhor, usa-me.
Contudo, se houver desespero, que eu leve a esperança.

Antes de mais nada, Senhor, fazei de mim um instrumento de vossa paz.
Igualmente, Senhor, usa-me.
Em síntese, fazei de mim um instrumento de vossa paz.
Desde que eu siga sendo usado por Ti.

1 comentário em “Levítico 1 – Os Holocaustos: Consagração, Santificação, Graça”

  1. “É holocausto, oferta queimada, de aroma agradável ao SENHOR” ( Lv 1.9c, 13c, 17c ). Três vezes Deus fala a mesma coisa dentro do capitulo um! Então, o holocausto e seu significado são mui importantes!

    Ao pecar contra Deus o homem foi distanciado do Criador. Agora, para a restauração é necessário um longo caminho de volta onde tudo aponta para o trabalho do Messias Jesus Cristo pois, deixado a sós, por si mesmo, o homem jamais conseguiria voltar a Deus.

    “A salvação é gratuita mas o discipulado custa tudo o que temos” (Billy Graham). Temos um longo dever que começa-nos a ser mostrado na ordenação do holocausto e outros sacrifícios.

    J. H. Alexander, em seu livro “Ler e Compreender a Bíblia”, páginas 18/19, da Ação Bíblica do Brasil, sem data, adquirido por este comentarista em setembro de 1984, diz: ” O Senhor exorta o homem a santificar-se para se aproximar dEle… Mas, porque tantas instituições cerimoniais cujos detalhes são minuciosamente previstos por Deus, e onde nada foi deixado por acaso? O Espírito de Deus tem em vista aqui uma dupla finalidade: a) mostrar ao israelita o contraste entre suas limitações próprias e a justiça absoluta dAquele que lhe fala…; b) apresentar com antecedência ao israelita o supremo sacrifício, o de Jesus Cristo, através dos múltiplos holocaustos e sacrifícios de expiação que prefiguram a obra realizada na cruz do Calvário”.

    Essa obra é única e completa: “Está consumado!” (= cumprido, pago, terminado). (Jo 19. 30). Então, na nossa adoração, nada de buscarmos co-redenção em algum outro nome ou fazer mistura de lei com graça tipo, um exemplo, “fé em Deus mas também guardando obrigatoriamente o sábado também”. Isso é denegrir e rebaixar a obra de Jesus!

    Os muitos sacrifícios exigidos nos mostram que Deus leva a sério o pecado. Para se relacionar com o Eu Sou, primeiro deve-se tratar a questão do pecado vindo a seguir vida santa e consagração. “Santos sereis, porque Eu, o SENHOR, sou santo” ( Lv 19.2).

    Hoje, infelizmente, a maioria dos cristãos não aprecia ler Levítico, principalmente sobre os sacrifícios alegando que a Nova Aliança substituiu a primeira. Para mim, a Nova Aliança é uma extensão da Velha Aliança, ou seja, está incluída no que chamamos de antiga. É tudo parte de uma mesma aliança.

    Porém, Deus continua santo porque Ele é imutável, e continua exigindo que Seu povo seja santo! Poucos irmãos têm a consciência de que a famosa afirmação de Jesus: “Amarás o teu próximo como a ti mesmo” ( Mc 12.31) vem do livro de Levítico. E as muitas leis sociais em Levítico nos norteiam em como amar o próximo.

    Além disso, jamais compreenderemos a morte de Cristo e Seu sacrifício redentivo , removendo nossa culpa, de uma vez para sempre, e removendo nosso pecado, bem como Ele tomou nosso lugar na cruz, se não conhecermos os conceitos do sistema sacrificial exposto em Levítico.

    Não podemos adorar a Deus de qualquer maneira. Ele é Soberano, Majestoso, e nos prescreve como deve ser adorado.

    A oferta do holocausto, por ser todo o animal queimado, nos fala de dedicação total, consagração. “Queime toda a sua vida na causa de Cristo”. Assim, o cristão, para adorar a Deus, deve dar tudo de si, tudo o que possui, seu amor, seu zelo, sua inteligência, sua capacidade, sua saúde, seus talentos, sua força, seu tempo, etc, para honrar, adorar e engrandecer o Nome de Deus.

    As entranhas e as pernas terem de ser lavadas nos mostra que nosso interior, nosso coração deve estar limpo, puro e santo ao Senhor, como também o nosso caminhar. Isso nos fala de santificação, limpeza interna.

    E o fato de haver sacrifício acessível ao pobre nos mostra que todos podem sacrificar, isto é, a graça é para todos!

    Não é só indo à igreja que agradamos a Deus. “Quando vindes para comparecer perante Mim, quem vos requereu o só pisardes os meus átrios?” (Is 1.12). Tem de ir com sacrifício, com adoração, com holocausto conforme Deus determinou, e não de qualquer jeito, desleixadamente.

    Se Levítico é chamado por muitos de ” o livro de receitas de Deus” então sigamos Suas receitas! Do contrário, não seremos aceitos!

    Deus quer: consagração, vida santa e aceitação da graça que só Jesus pode dar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.