Pular para o conteúdo

É tudo ou nada

É tudo ou nada.

“Disse-lhe Tomé: Senhor, nós não sabemos para onde vais; e como podemos saber o caminho? Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim” – João 14.5-6.

A Bíblia diz que o diabo é o pai da mentira, o enganador (João 8.44). Desde que enganou Adão e Eva, ele vem enganando a raça humana sistematicamente.

Tentou enganar até Jesus; e tenta de todas as formas enganar o povo de Deus. Com base no texto acima, vamos reafirmar quatro ENSINAMENTOS BÍBLICOS que denunciam e combatem quatro mentiras de satanás, implantadas no coração dos homens.

01. JESUS É O CAMINHO

Repare que Jesus usa o artigo definido (“Eu sou O caminho”), ou seja, Jesus não é UM dos caminhos possíveis, mas, sim, O único caminho.

Completamente cego por satanás (2 Coríntios 4.3-4), o mundo se rebela contra Deus e rejeita a ideia de um único caminho.

Afirma, entre outras coisas: que “todas as religiões levam a Deus”, que cada um faz o seu próprio caminho, que todos os caminhos estão certos, e que não há caminho errado.

Talvez possa haver milhões de caminhos para se chegar a um lugar ou para se conquistar alguma coisa, mas, para ir até Deus, ninguém sabe o caminho, senão o próprio Deus. Por isso Jesus, o Deus-Filho, afirma que é Ele o único caminho.

É tudo ou nada, meu irmão! Ou acreditamos em Jesus (único caminho a Deus), ou acreditamos na proposta de satanás e deste mundo, que diz que há milhões de caminhos, que podem levar a milhões de lugares diferentes, mas nunca a Deus. É tudo ou nada!

02. JESUS É A VERDADE

De novo Jesus usa o artigo definido (“Eu sou… A verdade), deixando bem claro que só há uma verdade.

Mas, assim como fez com a questão do caminho, satanás implantou no coração da humanidade a ideia de que há muitas verdades, mesmo que uma verdade contradiga outra. 

Você também acha isso uma loucura, ou é só eu? Para mim, o simples fato de se afirmar que pode haver milhões de verdades sobre um determinado assunto, ainda que uma contradiga outra, prova, por si só, que nenhuma destas “verdades” é a verdade verdadeira.

Talvez haja milhões de “verdades”, mas nenhum delas é a verdade absoluta, pois estas verdades sempre serão parciais, de seres humanos limitados, de pessoas cuja consciência é pequena e condicionada, ou de pessoas que “puxam a brasa para sua sardinha”. Jesus é diferente de tudo isso.

Ele é Deus. Ele é a verdade plena, absoluta, da mais perfeita consciência divina e sem qualquer inclinação ou sombra de variação.

É tudo ou nada, minha irmã! Ou acreditamos em Jesus (única verdade absoluta), ou acreditamos na proposta de satanás e deste mundo, que diz que há milhões de “verdades” (mesmo que uma desminta a outra). É tudo ou nada!

03. JESUS É A VIDA

Mais uma vez, Jesus usa o artigo definido, (“Eu sou… A vida), deixando bem claro que só há uma vida verdadeira.

De novo, satanás implantou no coração da humanidade ideias contrárias às Sagradas Escrituras, ensinando que é possível viver sem Jesus. Na verdade, satanás foi muito além disso: ele implantou a ideia de que é melhor viver sem Jesus. Chegam ao ponto de dizer que até a eternidade será melhor sem Deus, pois o inferno será mais divertido que o céu (sic!).

Talvez alguém consiga viver sem Jesus, mas, por melhor que seja esta vida, não é vida plena, pois vida com abundância só Jesus pode dar. E, ao findar esta vida, encontrará a morte duas vezes: A morte física (separação de seus entes queridos) e a morte espiritual (separação de Deus).

É tudo ou nada, meus irmãos! Ou acreditamos em Jesus, o autor da vida (Atos 3.15), o único que ressuscitou e vive eternamente, ou acreditamos na proposta de satanás e deste mundo, que diz que é possível viver a vida sem a presença do autor da vida. É tudo ou nada!

04. JESUS É O ÚNICO MEIO DE VIR AO PAI

Aqui Jesus faz uma colocação muito interessante. Ele diz: “Ninguém VEM ao Pai senão por mim” (o normal seria dizer: “Ninguém VAI ao Pai senão for por mim”). Mas, por que Ele fala diz assim, desta forma estranha? Por que Ele e o Pai são um (João 10.30). Ora, se Ele o Pai são um, a única forma adequada de Jesus apontar o caminho é dizer: “Ninguém VEM ao Pai senão por mim”.

Mas satanás, outra vez, enganou a humanidade. Para impedir que as pessoas se achegam a Jesus, ele inventou outras maneiras por meio das quais as pessoas poderiam se achegar a Deus, mas nem uma delas jamais funcionou: Boas obras, sacrifícios, religiosidade, reencarnação etc. Triste engano!

É tudo ou nada, meus irmãos! É tudo ou nada!

CONCLUSÃO

a) Jesus é o caminho, pois Ele é Deus. E somente Deus sabe o caminho até Deus.
b) Jesus é a verdade, pois Ele é Deus. E somente Deus detém a verdade absoluta, a verdade verdadeira.
c) Jesus é a vida, pois Ele é Deus. E somente Deus é o autor da vida e não dá pra viver a vida longo do autor da vida.
d) Jesus é o único meio de vir ao Pai, pois Ele é Deus. E somente indo a Cristo a pessoa por vir ao Pai.


Título: É tudo ou nada!

Autor: Pr Ronaldo Franco
12/03/2016

www.copeb.com.br

É tudo ou nada

 

 

 

4 comentários em “É tudo ou nada”

  1. Olá, irmão Fernando, pode pregar em todos os lugares, inclusive na igreja, pois, infelizmente, muitos “crentes” não são convertidos (basta ver os frutos).

  2. Paz do Senhor Jesus, eu estou estudo sobre esboços e assisto muitas pregações vi que o Billy Graham pregava mais sermãoes evangelistico, eu posso pregar muito esse tipo de sermão dentro da igreja ou apenas em cultos ao ar livre ? Gostei muito desses sermãoes.

  3. Admiro e muito os mestres da palavra que compartilham aquilo que de graça receberam do Espírito Santo.
    Pois o esboço do sermão em si só, não traz uma completa edificação para igreja, sendo assim, o pregador não tem como plagiar o sermão, mas usar o esboço como coluna para mensagem, e assim colabora para um melhor desenvolvimento da palavra, contudo o pregador deve e sempre buscar uma revelação dentro do esboço.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.