Pular para o conteúdo

DEUS PROVA OS SEUS FILHOS
Deuteronômio 13.1-18

“DEUS PROVA OS SEUS FILHOS”. O título deste esboço de sermão foi tirado do versículo 3 desta passagem bíblica: “O Senhor vosso Deus vos prova, para saber se amais o Senhor vosso Deus com todo o vosso coração, e com toda a vossa alma”.

As provas não são para Deus saber se nós o amamos, por que isso Ele já sabe (Deus sabe todas as coisas). É para nós mesmos sabermos o quanto O amamos, se é de todo o nosso coração e alma ou não.

Quando um rapaz mal intencionado deseja transar com um moça que diz que o ama (mas não quer manter relações sexuais com ele), muitas vezes ele lança a sua malícia sobre ela: “Prove que me ama… faça amor comigo!”. É um dos golpes mais velhos do mundo, no entanto, ainda tem muita moça caindo nele, para depois se arrepender amargamente por ter se deixado ser usada (“Como eu fui burra”). Fazer a coisa errada não é prova de amor, é prova de burrice!

Diferentemente da malícia deste mundo, o nosso Deus pede que provemos o nosso amor para com Ele fazendo a coisa certa.

Vemos nas Escrituras que muitas pessoas passaram por duras provas, como Abraão, Jó, Pedro, Paulo, os heróis da “galeria da fé” (Hebreus 11) e a própria igreja, que foram testados em sua Fidelidade, Amor, Perseverança, Coragem, Temor, Santidade, Fé, Honestidade, Caráter etc.

Neste capítulo 13 do livro de Deuteronômio, o SENHOR alertou o povo de Israel sobre 3 PROVAS DE AMOR que poderiam vir a qualquer momento, a saber:

  • A prova do falso profeta
  • A prova do sentimentalismo
  • A prova do sincretismo religioso

1. A PROVA DO “FALSO PROFETA” – vs 1 a 5

“Se aparecer no meio de vocês um profeta ou alguém que explique sonhos, dizendo que vai acontecer um milagre ou outra coisa espantosa, e, se acontecer aquilo que ele disse, então ele vai procurar levá-los a adorar e servir deuses que vocês não conheciam. Mas não deem atenção a esse profeta ou a essa pessoa que explica sonhos.

Pois é assim que o Senhor, o nosso Deus, vai pôr vocês à prova, para ver se de fato o amam com todo o coração e com toda a alma.

Sigam as leis do Senhor, o nosso Deus; temam a Deus, e obedeçam aos seus mandamentos e deem atenção a tudo o que ele diz. Adorem somente a Deus e fiquem ligados com ele. E o profeta ou o explicador de sonhos que procurou levá-los a se revoltarem contra Deus será morto. Pois ele procurou desviá-los do caminho indicado pelo Senhor, o Deus que livrou vocês do Egito, onde eram escravos. Matem esse falso profeta e assim tirarão o mal do meio do povo”.

Você consegue imaginar como essa prova é difícil? Não? Então imagine uma pessoa, que numa fase difícil de sua vida, vem a conhecer um líder religioso que lhe diz que todos os seus problemas serão resolvidos imediatamente! E, exatamente do jeito que ele falou, tudo se resolve.

Conseguirá tal pessoa escapar da influência deste homem? Qual a chance de algum dia se voltar contra ele? Poderia lhe passar pela cabeça ser ele um falso profeta? Muito difícil, não?

Pode ser que você esteja nesse exato momento agradecendo a Deus pela seriedade dos seus líderes religiosos e da sua igreja, mas será que você pode ficar tão tranquilo assim? Se você é filho de Deus, então poderá ser provado nisso também. Deus quer saber se você o ama de todo coração e de toda a alma, se você o ama mais do que ama os seus líderes e a sua denominação.

Você ama a Deus a ponto de fazer uma avaliação crítica dos ensinos da sua igreja? Conheço gente que não suporta a menor crítica aos seus líderes ou à sua igreja… e olha que tem líder religioso por aí que se encaixa perfeitamente naquela descrição bíblica: “São cegos guiando cegos… Estão enganados e enganando a outros”

Seja sincero comigo! Você avalia uma doutrina pregada em sua igreja com a mesma severidade que avalia uma doutrina de outra igreja? Tudo que ensinam em sua igreja você aceita do jeito que vem? 

Há no Brasil de hoje igrejas que a si mesmas se autodenominam evangélicas, mas, não o são. São igrejas hereges, com práticas e ensinos antibíblicos, não temem a Deus, são corruptas, gananciosas e, na ânsia de serem diferentes e de manterem seus fiéis ocupados, constantemente introduzem novidades teológicas na mente e no coração dos seus seguidores.

Mas, o pior dessa história é que os membros até desconfiam que alguma coisa está errada, mas tranquilizam a si mesmos pensando: “Tudo bem. Minha igreja tem problemas, eu admito. Mas qual não tem? Além disso, olha quantos milagres e libertações de pessoas endemoninhadas acontecem em nosso meio. Se essa igreja não fosse de Deus esses milagres não aconteceriam”. 

Toda igreja tem problemas, é verdade, mas os problemas existem para serem resolvidos e não para serem usados como desculpas para a minha consciência. Além disso, sinais e milagres não são uma espécie de “Certificação ISO 9000” para uma igreja. Uma igreja (ou religião) pode se vangloriar de muitos milagres e, mesmo assim, estar no caminho errado.

“Qualquer ensinamento que não se enquadre nas Escrituras deve ser rejeitado, mesmo que faça chover milagres todos os dias”. Martinho Lutero

Há, ainda, aqueles que vivem “caçando profeta”, homens e mulheres “ditos de Deus”, para ouvirem “profetadas e revelaciones” absurdamente contrárias às Escrituras e, muitas vezes, contraditórias entre si mesmas (um diz uma coisa, outro, diz outra coisa). E o povo continua lá, consultando estes falsos profetas.

A verdade não está nas mãos do padre, nem do pastor. Não está nas mãos do bispo, nem do Papa. Não está nas mãos do milagreiro, nem dos “profeta e reveladores”. Não está nas mãos de uma igreja, nem de uma religião. A verdade está na Palavra de Deus, a Bíblia. E a Bíblia não é tão difícil de compreender, como alguns querem que você pense. A Bíblia é maravilhosa, pois “a Bíblia explica a própria Bíblia”.  

Se algum líder religioso tentar afastá-lo da verdade bíblica, você deve “matá-lo”, isto é, acabar com a influência que ele exerce sobre você, não importa quem seja, nem o que ele fez de bom para você e sua família.

Cuidado, meu irmão, você provavelmente está sendo provado e ainda nem se deu conta disso. Fuja dos líderes e “profetas” que o afastam dos verdadeiros ensinos da Palavra de Deus.

Isto não é maldade da sua parte, é a sua consciência de que Deus prova os Seus filhos. Se você verdadeiramente ama a Deus de todo o seu coração, rejeite os falsos profetas.

2. A PROVA DO SENTIMENTALISMO – vs 6 a 11

“Talvez chegue perto de você o seu irmão, ou o seu filho, ou a sua filha, ou a sua amada esposa, ou o seu melhor amigo, procurando em segredo levá-lo a adorar outros deuses que nem você nem os seus antepassados adoravam. Essa pessoa pode procurar levá-lo a adorar os deuses dos povos vizinhos ou de povos que vivem longe, em lugares distantes. Não deixe que essa pessoa o convença, nem escute o que ela disser.

Não tenha dó nem piedade dela e não procure protegê-la.

Mate essa pessoa a pedradas; atire a primeira pedra, e, depois, que todos os outros atirem pedras também. Assim vocês matarão essa pessoa, pois procurou fazer vocês abandonarem o Senhor, o nosso Deus, que os livrou do Egito, onde eram escravos. Todo o povo de Israel ficará sabendo do que aconteceu; todos ficarão com medo, e ninguém vai querer fazer uma coisa tão má como essa no meio do povo”.

Eu não conseguiria dizer qual destas duas primeiras provas é a mais difícil? Você consegue?

O sentimentalismo levará mais pessoas para o inferno do que muitas outras coisas juntas, pois, em nome do amor à família, ao cônjuge e aos amigos, muitos estão negligenciado os verdadeiros ensinos da Palavra de Deus, colocando-se em posição de rebeldia contra o Criador.

Muitos já abandonaram os caminhos de Deus porque a esposa, os filhos ou os amigos o convenceram a fazer isso, ou para protegê-los! Isto pode ser verificado em muitas igrejas em que, por exemplo, o pastor “põe no banco” qualquer um por qualquer motivo, mas “passa a mão” na cabeça do seu filho que apronta e o deixa continuar no altar, “ministrando o louvor” ou pregando.

Pode também ser verificado nas igrejas em que a liderança é sabidamente corrupta, mas o povo gosta deles, por serem carismáticos. O povo prefere se levantar contra quem denuncia do que se por contra o erro denunciado.

É possível verificar, também, nas declarações de muitos que dizem: “- Eu sei que este ritual é meio esquisito, que não está na Bíblia, mas faz eu me SENTIR tão bem.”, ou, então, dizem assim: “Eu sei que a letra desta música é meio esquisita, mas eu gosto tanto deste cantor ou cantora e esta melodia me enche de bons SENTIMENTOS”.

Todo aquele que se diz cristão, mas é dirigido por SENTIMENTOS está sendo reprovado na prova do sentimentalismo. Cristão genuíno só aceita ser dirigido pela Palavra de Deus e não por “sentir isso ou aquilo”.

Muitos reconhecem que suas práticas, igrejas ou religiões estão se afastando cada vez do verdadeiro caminho que a Bíblia ensina (ou não tem nada a ver com o Cristianismo genuíno), mas permanecem fiéis ao erro, pois “… esta é a religião dos meus pais e eu não vou abandoná-la”.

Você ama a Deus e à Sua Palavra mais do que ama os seus familiares e amigos? Se uma pessoa que você ama tentar afastá-lo dos verdadeiros ensinos da Palavra de Deus, você teria coragem de “atirar a primeira pedra”? Estaria disposto a “matá-lo” sem dó nem piedade?

Jesus sintetizou essa ideia com as seguintes palavras: “Quem ama seu pai ou sua mãe mais do que a mim não é digno de mim; quem ama seu filho ou sua filha mais do que a mim não é digno de mim”.  Mt 10.37

A verdade não está nas mãos do pai, nem da mãe, do irmão, do amigo, da irmã, do filho, da filha, nem nas mãos da esposa amada, nem do esposo. A verdade está na Palavra de Deus, a Bíblia, interpretada corretamente, no temor de Deus. 

Se algum amigo ou pessoa que você ama tentar afastá-lo da verdade bíblica, você deve “matá-lo”, isto é, acabar com a influência que ele exerce sobre você, não importa quem seja, nem o que essa pessoa significa para você.

Isto não é frieza de sua parte, é a sua consciência de que Deus prova os Seus filhos. Se você ama a Deus verdadeiramente, sua vida é guiada pela Palavra de Deus.

3. A PROVA DO SINCRETISMO RELIGIOSO – vs 12 a 18

“Quando vocês estiverem morando nas cidades da terra que o Senhor, o nosso Deus, vai lhes dar, talvez vocês ouçam dizer que em certa cidade alguns homens perversos levaram os moradores a adorar deuses que vocês nunca adoraram. Aí vocês devem examinar o caso com todo o cuidado. Se ficar provado que de fato foi cometido um pecado tão grave no meio do povo de Israel, então vocês deverão matar à espada todos os moradores daquela cidade… Deus terá compaixão de vocês e, como jurou aos nossos antepassados, fará que vocês aumentem em número”.

O sincretismo religioso é, basicamente, uma fusão entre elementos de duas ou mais religiões.

Esta prova não é mais fácil que as anteriores e nela muitos são reprovados, pois o sincretismo religioso nas igrejas evangélicas vem com aparência de cristianismo, quando, na verdade, se trata de um “outro evangelho” (leia Gálatas 6.1-9). 

Práticas religiosas de outras religiões estão sendo inseridas nos “cultos” diariamente, e os membros destas igrejas estão “passando o pano”, fazendo “vistas grossas”, “entrando na onda”. Certa vez um membro de uma destas igrejas tentou “justificar” o uso de sal grosso nos rituais (místicos) da sua igreja dizendo-me, simplesmente, que não via problema algum jogar sal grosso sobre o ombro para espantar o mal, pois “o sal é bom!”.

Sim, o sal é bom, mas o sincretismo religioso é um desastre. Normalizaram nas igrejas coisas estranhas à Palavra de Deus, coisas como purificação com ramos de arruda, sessões de descarrego, “troca de anjo”, água “ungida”, sabão ungido, flanelinha “ungida” (para limpar a vidraça do banco à noite, visando “limpar” a dívida que a pessoa tem com aquele banco), “terra de Israel”, infindáveis campanhas disto e daquilo (mera adaptação das novenas católicas) etc.

Há também, especialmente perigosas, as doutrinas extrabíblicas, tais como: A teologia da prosperidade, a negação da segurança do cristão (a perca da salvação), a maldição hereditária e as quebras de maldição, os “provocadores de milagre”, o esquecimento da prática do amor ao próximo e do amor ao inimigo, etc.

Se algum grupo ou alguma pessoa tentar afastá-lo da verdade bíblica, você deve “matá-lo”, isto é, acabar com a influência que ele exerce sobre você, não importa quem é, nem o que ele fez de bom ou significa para você.

Isto não é exclusão de pessoas, é sua consciência de que Deus prova os Seus filhos. Se você verdadeiramente ama a Deus, jamais aceitará o sincretismo religioso.

CONCLUSÃO

Deus prova os Seus filhos é uma verdade bíblica, por isso, não importa o quê ou quem: Não permita que nada, nem ninguém, o afaste da verdade bíblica.

Provavelmente todos nós seremos provados nestas 3 áreas:

  • A prova do falso profeta
  • A prova do sentimentalismo
  • A prova do sincretismo religioso

E, ser formos aprovados, veremos Deus multiplicando bênçãos em nossas vidas. Somente através de um apego radical à Palavra de Deus poderemos nos salvar e salvar outras pessoas destas falsidades, inclusive nossos parentes e amigos.

“Meus amados irmãos, considerai motivo de júbilo o fato de passardes por diversas provações. Porquanto sabeis que a prova da vossa fé produz ainda mais perseverança. E a perseverança deve ter plena ação, a fim de que sejais aperfeiçoados e completos, sem que vos falte virtude alguma. Como ganhar sabedoria.” Tg 1.2-4

 

Título: Deus prova os Seus filhos
Auto: Pr Ronaldo Franco.
Data: 30/12/2014

Deixe seu comentário logo abaixo.

Veja também nossos demais esboços: Esboços

Deus prova os Seus filhos

Por outro lado; Assim como; Em contrapartida; Igualmente; Ao contrário; Agora; Apenas; Constantemente; Depois que; Desde que;

9 comentários em “Deus prova os seus filhos”

  1. Temos que avaliar quem é profeta de verdade, isso realmente só podemos tirar a conclusão correta a luz da Bíblia ( a palavra de Deus).
    Mas Deus ainda usa profetas de verdade e milagres são recebidos e temos visto a transformação na vida de pessoas. Mas temos que vigiar como Cristãos.

  2. olá, Renildo, de fato, é triste a situação da igreja atual… tão distante das verdades eternas da Palavra de Deus…

  3. Tenho pagado preço por contrapor minha igreja que conheci Jesus: Ela hoje metida em politica e pouco prega muito envelope e campanhas e a solução pra tudo é o altar e o sacrifício ( Dinheiro ) quem não participa e covarde e medroso.
    Como se dinheiro fosse tudo !

  4. Parabéns, comentário feito com muita propriedade e excelência. Essa sem dúvida deve ser a nossa base, a Palavra de Deus deixada para nós através das escrituras. Para falar a verdade não dou muito ouvidos aos “ditos profetas” pois nunca se sabe de onde são suas fontes, se dos seus desejos promíscuos, aproveitadores, demoníacos ou simplesmente de seus desvarios? a verdade é que o que Deus tinha para nos dizer ELE já disse através das escrituras e não que não haja outra luz, mas que de onde quer que venha deve ser colocada ao crivo das escrituras, pois se divergir em alguma vírgula deve ser considerada como doutrina de demônios e descartadas. Obrigado pelo texto, penso exatamente assim.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.