Pular para o conteúdo

De louco, todo mundo tem um pouco

DE LOUCO, TODO MUNDO TEM UM POUCO!

“De louco, todo mundo tem um pouco” é o título desta mensagem Exortativa e Evangelística elaborada para ajudar os nossos ouvintes no desapego do materialismo.

“Alguém da multidão lhe disse: “Mestre, dize a meu irmão que divida a herança comigo”. Respondeu Jesus: “Homem, quem me designou juiz ou árbitro entre vocês?” Então lhes disse: “Cuidado! Fiquem de sobreaviso contra todo tipo de ganância; a vida de um homem não consiste na quantidade dos seus bens”. Então lhes contou esta parábola: “A terra de certo homem rico produziu muito bem. Ele pensou consigo mesmo: ‘O que vou fazer? Não tenho onde armazenar minha colheita’. “Então disse: ‘Já sei o que vou fazer. Vou derrubar os meus celeiros e construir outros maiores, e ali guardarei toda a minha safra e todos os meus bens. E direi a mim mesmo: Você tem grande quantidade de bens, armazenados para muitos anos. Descanse, coma, beba e alegre-se’. “Contudo, Deus lhe disse: ‘Louco! Esta mesma noite a sua vida lhe será exigida. Então, quem ficará com o que você preparou? ’ “Assim acontece com quem guarda para si riquezas, mas não é rico para com Deus”.Lucas 12:13-21

– Quais são as LOUCURAS do materialismo denunciadas nesta passagem bíblica?
  • Viver com medo de ser “passado pra trás”.
  • Ser ganancioso.
  • Precificar uma vida por aquilo que a pessoa tem.
  • Acreditar na falsa segurança dos bens materiais.
  • Não ser rico para com Deus.
1ª LOUCURA: VIVER COM MEDO DE SER “PASSADO PRA TRÁS”

“Alguém da multidão lhe disse: “Mestre, dize a meu irmão que divida a herança comigo”. Respondeu Jesus: “Homem, quem me designou juiz ou árbitro entre vocês?”

Não sabemos por que este homem estava ansioso e em conflito com o seu irmão. Na cultura judaica estas questões de herança eram muito bem definidas, com leis específicas e tribunais preparados para arbitrar qualquer demanda desta natureza. No entanto, aparentemente ele desconfiava de tudo: Do seu irmão, das leis e dos juízes.

Esta é, em geral, a triste situação emocional do materialista, vive com medo de perder, de ser passado para trás, de ficar pobre.

Este medo e esta desconfiança levaram este homem à presença de Cristo, mas não para resolver suas questões espirituais, foi por pura preocupação material, exatamente como muitos fazem hoje em dia, vão às igrejas em busca de bênçãos materiais… e nada mais.

“Se a nossa esperança em Cristo se limita apenas a esta vida, somos os mais infelizes de todos os homens.” – I Co 15.19.

2ª LOUCURA: SER GANANCIOSO

“Então lhes disse: “Cuidado! Fiquem de sobreaviso contra todo tipo de ganância“.

Ganância não é ambição. Não é pecado ambicionar uma condição de vida melhor para a sua família, tais como estudo de qualidade, trabalho, bens materiais importantes etc. O problema é quando a ambição se torna ganância, que é o desejo ter tudo de uma forma exagerada, numa busca sem fim.

“Quando isso acontece, estamos transferindo o nosso amor para as coisas materiais e deixamos de amar a Deus sobre todas as coisas.”

À priori, todo materialista é ganancioso e idólatra. Pensam o tempo todo em ajuntar mais e mais. Em seu intelecto, acreditam que o fazem pela família. No começo até pode ser verdade, mas não é a verdade mais profunda, é só um verniz para disfarçar a situação da “madeira”, pois a verdade mais profunda chama-se GANÂNCIA, amor ao dinheiro, idolatria.

“Pois o amor ao dinheiro é raiz de todos os males. Algumas pessoas, por cobiçarem o dinheiro, desviaram-se da fé e se atormentaram a si mesmas com muitos sofrimentos.” 1 Timóteo 6:10 – NVI

Ainda estão presos à natureza pecaminosa: “Assim, façam morrer tudo o que pertence à natureza terrena de vocês: imoralidade sexual, impureza, paixão, desejos maus e a ganância, que é idolatria.”Colossenses 3:5 – NVI

3ª LOUCURA: PRECIFICAR UMA VIDA POR AQUILO QUE  PESSOA TEM

“A vida de um homem não consiste na quantidade dos seus bens”.

O pensamento pecaminoso deste mundo é este, que as pessoas valem pelo que têm, não pelo que são. Por exemplo, desde sempre, as autoridades tratam os pobres diferentemente do que tratam os ricos, por isso, ao mesmo em que protegem os ricos, desprezam e humilham os pobres, prendem, batem, julgam de forma injusta e condenam, exploram, destroem suas vidas e famílias, matam.

Parece que o mundo é incapaz de aprender com seus próprios erros, pois a história nos mostra que um rico pode se tornar uma pessoa abominável e um pobre pode nos dar exemplos de nobreza. O legado de uma pessoa não consiste naquilo que ela tem, mas naquilo que ela é.

Uma pessoa pode não ter nada, em termos materiais, mas deixar um legado incomparável, ao contrário de um rico que pode passar a vida toda “vampirando” os seus semelhantes e não deixar legado algum, a não ser ódio e desprezo pelo seu nome.

 O pensamento do mundo é “A pessoa vale pelo que tem”, mas é um pensamento idiota, pois, na prática, ninguém tem nada, ninguém é dono de nada, somos apenas usuários temporários dos bens materiais, ninguém levará nada para o túmulo.

Para Deus, cada vida tem valor, e assim deve ser também para nós:

Todos os publicanos e pecadores estavam se reunindo para ouvi-lo. Mas os fariseus e os mestres da lei o criticavam: “Este homem recebe pecadores e come com eles”. Então Jesus lhes contou esta parábola: “Qual de vocês que, possuindo cem ovelhas, e perdendo uma, não deixa as noventa e nove no campo e vai atrás da ovelha perdida, até encontrá-la? E quando a encontra, coloca-a alegremente sobre os ombros e vai para casa. Ao chegar, reúne seus amigos e vizinhos e diz: ‘Alegrem-se comigo, pois encontrei minha ovelha perdida’. Eu lhes digo que, da mesma forma, haverá mais alegria no céu por um pecador que se arrepende do que por noventa e nove justos que não precisam arrepender-se”. (Lucas 15.1–7 — NVI)

Vocês foram comprados por alto preço. Portanto, glorifiquem a Deus com o seu próprio corpo. 1 Coríntios 6:20

5ª LOUCURA: ACREDITAR NA FALSA SEGURANÇA DOS BENS MATERIAIS

“Então lhes contou esta parábola: “A terra de certo homem rico produziu muito bem. Ele pensou consigo mesmo: ‘O que vou fazer? Não tenho onde armazenar minha colheita’. “Então disse: ‘Já sei o que vou fazer. Vou derrubar os meus celeiros e construir outros maiores, e ali guardarei toda a minha safra e todos os meus bens. E direi a mim mesmo: Você tem grande quantidade de bens, armazenados para muitos anos. Descanse, coma, beba e alegre-se’. “Contudo, Deus lhe disse: ‘Louco! Esta mesma noite a sua vida lhe será exigida. Então, quem ficará com o que você preparou?”

Ninguém pode enganar a morte, ninguém mesmo! Nem o homem mais rico do mundo em toda a história humana pode ou poderá fugir da morte. As riquezas podem lhes dar uma vida confortável, mas não podem lhes dar absolutamente nada no que diz respeito à morte e à vida eterna.

A morte vem para o branco e para o preto, para o ocidental e para o oriental, para o tolo e para o doutor, para “descolado” e para o doente, para o gordo e para o magro, para o famoso e para o desconhecido, para o rico e para o pobre, para o “nobre” e para o plebeu… e tudo que construímos ficará para outras pessoas ou para o governo.

Não há segurança eterna nos bens terrenais. Segurança eterna somente com aquele que é eterno: Deus.

“Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.”Romanos 8:38,39

5ª LOUCURA: NÃO SER RICO PARA COM DEUS

Assim acontece com quem guarda para si riquezas, mas não é rico para com Deus”.

Como chegaremos à presença de Deus no último dia? Como pessoas espiritualmente relevantes ou pobres miseráveis?

Ser rico para o mundo é o desejo da maioria, mas, quem de fato deseja ser rico para com Deus? E o que está fazendo para alcançar esta riqueza espiritual?

“Eis que vem o dia do SENHOR, horrendo, com furor e ira ardente, para por a terra em assolação, e dela destruir os pecadores. Porque as estrelas dos céus e as suas constelações não darão a sua luz; o sol se escurecerá ao nascer, e a lua não resplandecerá com a sua luz. E visitarei sobre o mundo a maldade, e sobre os ímpios a sua iniquidade; e farei cessar a arrogância dos atrevidos, e abaterei a soberba dos tiranos.” – Isaías 13:9-11

CONCLUSÃO

É loucura ser materialista, acreditar que riqueza traz felicidade e viver despreparado para morrer. Felicidade, mesmo, é:

  • Viver sem medo de ser “passado pra trás”.
  • Ser generoso.
  • Valorizar cada vida, todas as vidas.
  • Acreditar na segurança que há em Deus.
  • Ser rico para com Deus.

 

Título: De louco todo mundo tem um pouco.
Autor: Pr Ronaldo Franco
Data: 14/02/2007

De louco todo mundo tem um pouco; Por outro lado; Assim como; Em contrapartida; Igualmente; Ao contrário; Agora; Apenas; Constantemente; Depois que; Desde que; Enquanto; Em seguida; Ainda mais; Do mesmo modo; Bem como; Contudo; Juntamente com; Apesar disso; Em outras palavras; Nesse sentido; Enfim; Em síntese; Em suma; Definitivamente; Afinal; Ainda mais; Do mesmo modo; Bem como; Contudo; Juntamente com; Apesar disso; Em outras palavras; Nesse sentido; Por exemplo; De louco todo mundo tem um pouco;

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.